Mudanças climáticas afetarão segurança nacional americana (governo)

As mudanças climáticas descritas pelo relatório de especialistas intergovernamentais da ONU terão conseqüências extensas sobre a segurança nacional dos Estados Unidos durante os próximos 20 anos, segundo um relatório dos serviços de inteligência americanos apresentado nesta quarta-feira.

AFP |

"Consideramos que as mudanças do clima terrestre terão implicações muito extensas para os interesses da segurança nacional dos Estados Unidos nos próximos vinte anos", declarou Thomas Fingar, diretor adjunto do serviço de análise da Inteligência Nacional (National Intelligence for Analysis) na Câmara dos Representantes.

"O impacto mais significativo para os Estados Unidos será indireto e resultará dos efeitos das mudanças climáticas sobre vários outros países e sua capacidade de afetar nossa segurança nacional", acrescentou, apresentando o relatório às comissões de inteligência, de independência energética e de aquecimento global da Câmara.

A Inteligência americana considera improvável que apenas as mudanças climáticas possam provocar um golpe de Estado em algum país até 2030, mas seu impacto vai agravar os problemas já existentes como a pobreza, as tensões sociais, a degradação do meio ambiente e o enfraquecimento das instituições políticas, disse Thomas Fingar.

Os efeitos das mudanças climáticas poderão ameaçar a estabilidade de alguns países com a possibilidade de conflitos regionais provocados principalmente pelo acesso à água, que se tornará rara em algumas regiões.

As mudanças climáticas, assim como as políticas aplicadas para enfrentá-las poderão afetar também o bom funcionamento do sistema internacional de comércio e de acesso aos mercados de matérias-primas essenciais como o petróleo e o gás com "conseqüências geopolíticas importantes", ressaltou também Fingar.

js/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG