Mudança brusca de altitude de avião deixa ao menos 50 feridos na Austrália

(Acrescenta número de pessoas hospitalizadas e outros dados) Sydney (Austrália), 7 out (EFE).- Pelo menos 50 pessoas ficaram feridas hoje em um avião da companhia australiana Qantas que sofreu uma brusca mudança de altitude, quando sobrevoava o noroeste da Austrália, e teve que fazer um pouso forçado.

EFE |

A Polícia do estado da Austrália Ocidental informou que 20 pessoas, sem distinguir entre passageiros e membros da tripulação, sofreram ferimentos graves, como fraturas, e foram internadas em um hospital de Exmouth.

O escritório australiano de segurança no transporte afirmou que o vôo QF72, de um Airbus A-330 com 313 pessoas a bordo, ia de Cingapura a Perth, capital da Austrália Ocidental, quando teve uma "brusca mudança de altitude", segundo a Qantas.

O avião lançou uma chamada de socorro por volta das 13h30 (2h30 de Brasília), e cinco minutos depois realizou uma aterrissagem forçada em uma base aérea militar australiana a 40 quilômetros de Exmouth.

Alertada, a torre de controle tinha preparados ambulâncias e bombeiros para atender a emergência.

Um passageiro disse à imprensa australiana que a mudança de altitude foi tão brusca que muitas pessoas bateram a cabeça no teto da cabine e sofreram ferimentos sérios, segundo a testemunha, que trabalhou para a Autoridade de Segurança na Aviação Civil da Austrália.

A Qantas afirmou, em comunicado, que não sabem o problema que obrigou o piloto a realizar a manobra, mas o delegado da Polícia da Austrália Ocidental, Karl O'Callaghan, disse que pode ter ocorrido uma falha mecânica.

A segurança da principal companhia aérea australiana foi posta em dúvida após vários incidentes e falhas técnicas ocorridos nos últimos meses. EFE aus/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG