Muçulmanos deverão rezar em velódromo na Itália

Roma, 8 jul (EFE).- Os mais de 4 mil fiéis muçulmanos que há vinte anos rezam toda sexta-feira no Centro Cultural Islâmico de Milão, no norte da Itália, deverão orar a partir da próxima semana no velódromo de Vigorelli, informou hoje a imprensa local.

EFE |

A atual localização do templo e suas dimensões insuficientes, que perturbam os moradores, levaram o diretor do Centro Islâmico, Abdel Hamid Shaari, e o chefe de Polícia de Milão, Gian Valerio Lombardi, a sugerir que os fiéis rezassem no velódromo temporariamente. Neste período, os responsáveis do centro, a Prefeitura de Milão, o Executivo da região da Lombardia e o Ministério do Interior buscarão uma localização definitiva.

Inicialmente, o diretor do centro rejeitou que a nova sede fosse localizada fora de Milão, apesar de, após o encontro de hoje, dizer que preferia que ficasse na periferia ou inclusive além dos limites da cidade, caso esteja em uma área atendida por algum meio de transporte público.

O ministro italiano do Interior, Roberto Maroni, expressou em uma nota sua "satisfação" pelo acordo temporário e assegurou que uma solução definitiva será encontrada "através do diálogo". EFE ddt/bm/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG