Muçulmano moderado é eleito novo presidente da Somália

Djibuti, 31 jan (EFE).- O xeque Sharif Sheikh Ahmed, líder da oposição muçulmana moderada Aliança para a Nova Libertação da Somália (ARS), foi eleito esta madrugada novo presidente do país em uma sessão conjunta do Parlamento, reunido em Djibuti.

EFE |

Ahmed jurará o cargo hoje mesmo no hotel Kimpinski de Djibuti, onde aconteceu a votação.

Seu principal rival, Nour Hassan Hussein, primeiro-ministro do governo de transição somali, se retirou da eleição, na qual participavam 14 candidatos, depois que Ahmed obtivesse 215 dos 425 votos emitidos no primeiro turno.

Hussein admitiu sua derrota e disse que se retirava da segunda rodada de votação para colaborar com o agora presidente.

"Este é um processo de paz que eu comecei e trabalharei com o novo líder da Somália até que o país esteja em paz", assinalou Hussein.

Em uma segunda rodada de votação, na qual competiram dois candidatos, "Ahmed obteve 293 votos e Maslah Mohammed Siad, 126", disse o presidente da assembleia, Sheikh Adam Mohammed Noor. EFE aa/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG