Mubarak defende fechamento da fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito

Cairo, 2 jan (EFE).- O presidente do Egito, Hosni Mubarak, defendeu, hoje, pela segunda vez em três dias, sua decisão de manter fechada a passagem fronteiriça com a Faixa de Gaza, apesar das críticas geradas por esta decisão.

EFE |

Em mensagem divulgada pela televisão oficial egípcia, Mubarak acusou o movimento palestino Hamas de tomar o controle da passagem de Rafah, a única que há entre Egito e Gaza, que continua fechada para o tráfego regular há um ano e meio.

No início desta semana, Mubarak disse em outra mensagem que a passagem de Rafah seria mantida fechada por causa da ausência dos observadores europeus e de representantes da Autoridade Nacional Palestina (ANP), liderada por Mahmoud Abbas.

O Hamas tomou pelas armas o controle de Gaza em junho de 2007 após expulsar desse território as forças leais a Abbas. A partir de então ficou fechada a passagem fronteiriça de Rafah, que só se abre por razões humanitárias. EFE nq/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG