Mubarak afirma que futuro de soldado não deve estar vinculado a trégua

O presidente do Egito, Hosni Mubarak, se recusou a vincular o futuro do soldado israelense Gilad Shalit, capturado em 2006 na fronteira com a Faixa de Gaza, a uma trégua no território controlado pelo Hamas, informa a imprensa egípcia.

AFP |

"O Egito não mudará de posição a respeito da trégua. O tema do soldado israelense Gilad Shalit é um assunto separado que não pode, de maneira nenhuma, ser vinculado às negociações sobre a trégua", afirmou o presidente.

Mubarak fez as declarações na segunda-feira à noite durante uma visita ao Bahrein.

Israel condiciona a conclusão de uma trégua com o Hamas à libertação do soldado capturado pelo grupo radical palestino em junho de 2006 nos limites da Faixa de Gaza.

O Hamas considera a posição de Israel uma "chantagem" e afirma que só libertará Shalit em uma troca por centenas de presos detidos no território israelense.

feb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG