MRE pede revisão de lei que criminaliza imigração ilegal no Arizona

Brasília, 3 mai (EFE).- O Ministério das Relações Exteriores (MRE) pediu hoje a revisão da lei aprovada no estado americano do Arizona que criminaliza a imigração ilegal, já que, segundo sua opinião, pode "sacrificar" os direitos humanos dos imigrantes no país.

EFE |

Brasília, 3 mai (EFE).- O Ministério das Relações Exteriores (MRE) pediu hoje a revisão da lei aprovada no estado americano do Arizona que criminaliza a imigração ilegal, já que, segundo sua opinião, pode "sacrificar" os direitos humanos dos imigrantes no país. "O Governo brasileiro se une às manifestações contrárias à lei anti-imigratória do Arizona. Espera que tal legislação seja revista, de modo a evitar a violação de direitos de milhões de estrangeiros que vivem e trabalham pacificamente nos Estados Unidos, como os brasileiros que se encontram naquele país", afirma o comunicado divulgado hoje pelo MRE. O ministério considera que dar o mesmo tratamento aos imigrantes ilegais e aos criminosos "subverte noções elementares de humanidade e justiça". A maior preocupação das autoridades brasileiras é o poder discricionário que os policiais do Arizona terão para determinar a prisão de estrangeiros irregulares, o que pode levar "ao sacrifício dos direitos humanos dos migrantes". A nota do MRE lembra que o Brasil se pronunciou "firme e reiteradamente" nos fóruns internacionais contra este tipo de legislações, que foi criticado por autoridades de todo o mundo e até por membros do Governo do presidente americano, Barack Obama. EFE mp/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG