MP venezuelano prepara acusação contra líder opositor

CARACAS (Reuters) - O Ministério Público da Venezuela convocou o ex-governador Manuel Rosales para acusá-lo de corrupção, o que representa mais um passo na intenção do presidente Hugo Chávez de prender seu rival emblemático, vencido nas eleições presidenciais de 2006. Nos últimos meses, Chávez vem afirmando que o ex-governador da região ocidental de Zulia e atual prefeito de Maracaibo deveria ser preso por dirigir máfias no Estado. A região é a mais populosa do país e faz fronteira com a Colômbia.

Reuters |

"O Ministério Público convocou Manuel Rosales, ex-governador do estado de Zulia, como acusado de supostamente incorrer em atos ilícitos, contemplados na Lei Contra a Corrupção", declarou a instituição em comunicado nesta terça-feira, sem dar mais detalhes.

A convocação está marcada para o dia 11 de dezembro.

Na semana passada, a Assembléia Nacional realizou uma audiência pública de cerca de oito horas com Rosales por denúncias de enriquecimento ilícito, aquisição de bens imóveis, fraude fiscal e doação de bens pertencentes ao Estado.

(Reportagem de Patricia Rondón Espín)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG