Movimentos sociais dão ultimato ao Congresso boliviano por referendo

Sindicatos de trabalhadores e camponeses que marcham em passeata rumo a La Paz ameaçaram fechar o Congresso, se ao meio-dia desta segunda-feira (14H00 de Brasília) o Parlamento não tiver aprovado um referendo sobre a nova Constituição da Bolívia, anunciou Fidel Surco, líder da mobilização que reúne milhares de pessoas.

AFP |

"Tem que entrar em sessão até meio-dia, tem que aprovar a lei, caso contrário vamos fechar o Congresso. Já estamos em El Alto (vizinha a La Paz)", afirmou Surco, que lidera a mobilização ao lado do presidente da Bolívia, Evo Morales.

Os sindicatos, que marcham desde semana passada por uma estrada andina de 200 quilômetros, exigem que o Congresso convoque um plebiscito para aprovar a nova Constituição, mas divergências entre governo e a oposição, sobre a reeleição presidencial, ainda impedem um entendimento.

Leia mais sobre Bolívia

Leia mais sobre Bolívia

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG