Movimento de Al-Sadr convoca manifestação contra EUA em Bagdá

O movimento do chefe radical xiita Moqtada al-Sadr convocou nesta sexta-feira os iraquianos para um protesto em 9 de abril em Bagdá contra a ocupação americana, no dia em que se completarão cinco anos da entrada dos tanques na capital.

AFP |

"A grande manifestação prevista para 9 de abril na cidade santa xiita de Najaf acontecerá finalmente em Bagdá", anunciou à AFP Salá Al-obeidi, porta-voz do movimento de Sadr em Nayaf (centro-sul).

Essa decisão foi tomada por várias razões, segundo Obeidi e, em particular, porque "a marcha terá mais impacto na capital", disse.

"Todos os iraquianos poderão participar desta manifestação, já que não está reservada aos partidários de Sadr, e sim para todos que querem o fim da ocupação", acrescentou o porta-voz.

O movimento sadrista havia convocado na quinta-feira "todos os iraquianos sunitas, xiitas, curdos e árabes" a "elevarem a voz e expressarem em 9 de abril que rejeitam a ocupação e a tirania americana".

No final de março, o Exército de Mahdi, a milícia de Moqtada al-Sadr, enfrentou as forças militares e policiais iraquianas apoiadas pelo exército dos Estados Unidos, em Bassora (sul), assim como em várias cidades do sul do país e em Bagdá.

Os combates, que deixaram 700 mortos e 1.500 feridos, segundo dados da ONU, se encerraram depois que Sadr ordenar, em 30 de março, a retirada dos milicianos.

Contudo, a tensão continua presente, com enfrentamentos esporádicos entre os dois lados.

str-hba/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG