vergonhosas - Mundo - iG" /

Moussa chama condições propostas por Netanyahu de vergonhosas

Cairo, 17 jun (EFE).- O secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, chamou hoje de vergonhosas as condições impostas pelo primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, para a criação de um Estado palestino.

EFE |

"É uma postura vergonhosa que viola todos os acordos do Conselho de Segurança (das Nações Unidas) e da União Europeia (UE)", afirmou Moussa aos jornalistas na sede da Liga Árabe no Cairo.

O secretário-geral da Liga Árabe fez estas declarações em referência ao discurso pronunciado por Netanyahu há três dias em Tel Aviv.

O primeiro-ministro israelense disse então que seu país só aceitaria um Estado palestino "desmilitarizado", que reconheça a natureza judaica de Israel e Jerusalém como capital indivisível dessa nação.

Além disso, Netanyahu afirmou que o problema dos quatro milhões de refugiados palestinos "deve ser resolvido fora das fronteiras de Israel".

Para Moussa, "o mundo nunca vai aceitar os requisitos que fazem da Palestina um Estado sem significado, sem espírito e sem conteúdo".

"Seria enganar a nós mesmos e à Palestina", além de "debilitar sua causa", acrescentou. EFE cae/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG