Mousavi diz que resultado de eleição no Irã é armação

TEERÃ (Reuters) - O candidato moderado Mirhossein Mousavi disse que se opõe vigorosamente ao que ele descreveu como muitas violações nas eleições presidenciais do Irã, em uma comunicado disponibilizado à Reuters neste sábado. Mousavi perdeu as eleições de sexta-feira por uma maioria esmagadora ao presidente Mahmoud Ahmadinejad, de acordo com dados oficiais.

Reuters |

"Eu pessoalmente me oponho vigorosamente às muitas violações óbvias, e estou alertando que não vou me entregar a essa charada perigosa. O resultado da ação de algumas autoridades vai colocar sob risco os pilares da República Islâmica e vai estabelecer uma tirania", disse o candidato no comunicado.

Mousavi, que no fim da sexta-feira disse que tinha vencido a eleição, chamou o resultado oficial de "chocante".

"As pessoas que esperaram em longas filas sabem a composição dos votos e eles mesmos sabem em quem votaram", dizia seu comunicado. "Eles estão surpresos e observando os malabarismo das... autoridades quando elas anunciaram o resultado."

Mousavi disse que vai revelar os "segredos por trás desta charada perigosa" e acrescentou: "eu sugiro que as autoridades parem com esta tendência antes que seja tarde demais e voltem à terra das leis e preservem os direitos das pessoas."

(Reportagem de Parisa Hafezi)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG