A gigante americana das telecomunicações Motorola, que deve anunciar novos prejuízos no quarto trimestre, informou nesta quarta-feira a demissão de mais 4.000 funcionários, após ter cortado 3.000 empregos em outubro do ano passado.

As medidas elevam a 17.000 o número total de demissões do grupo Shaumburg (Illinois, norte) desde janeiro de 2007.

Em dezembro, a Motorola anunciou que reduziria o salário de seus diretores e congelaria o ordenado de seus funcionários, além de suspender a contribuição para seus planos de aposentadoris.

Com os cortes, a empresa calcula que deve economizar aproximadamente 1,5 bilhão de dólares, quase o dobro de seu objetivo anterior, de 800 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.