Motorista diz que um dos jornalistas seqüestrados na Somália é espanhol

Mogadíscio, 26 nov (EFE).- O fotógrafo espanhol José Cendón, que trabalha para a agência de notícias francesa AFP e que tem base em Adis-Abeba, é um dos jornalistas seqüestrados no norte da Somália, segundo o motorista do veículo em que viajava quando foi capturado, Libam Said Omar.

EFE |

Em declarações à Agência Efe por telefone em Bossasso, capital da província nordeste de Puntlândia, onde aconteceram os fatos, Omar não soube dizer a identidade do outro jornalista seqüestrado, embora tenham informado que poderia se tratar de um britânico que trabalha para o jornal "The Daily Telegraph".

Além dos dois jornalistas ocidentais seqüestrados, outros dois somalis, que moram em Bosasso e trabalhavam para os europeus como tradutores, estão também em poder dos seqüestradores e as identidades não foram divulgadas.

Os dois jornalistas europeus, segundo Omar, estavam há sete dias no hotel International Village de Bossasso para cobrir a informação sobre piratas somalis, que têm seus refúgios na província de Puntlândia.

O seqüestro aconteceu quando tentavam ir ao aeroporto de Bossasso para deixar a região.

Outros dois jornalistas estrangeiros seguem desaparecidos na Somália desde que foram seqüestrados em agosto passado, junto com um cinegrafista somali que se encontrava com eles. EFE aa/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG