O condutor de uma escavadeira foi morto pela polícia israelense nesta quinta-feira, após colidir com uma viatura policial em uma estrada em Malha, em Jerusalém Ocidental. A polícia diz estar tratando o incidente como um ataque terrorista, já que dois atentados com as mesmas características envolvendo trabalhadores de construção palestinos foram cometidos no ano passado.


Clique para ver o infográfico


De acordo com testemunhas, a escavadeira estava em alta velocidade na estrada Begin, que liga Jerusalém Ocidental a Jerusalém Oriental, e arrastou o carro da polícia.

"Vi o carro da polícia ser arremessado no ar", disse um motorista de táxi a uma rádio israelense. "Ele o sacudiu duas vezes e continuou arrastando o veículo em direção a um ônibus que estava parado no trânsito."

O taxista disse ter dado quatro tiros no motorista da escavadeira e "depois um policial veio com seu M-16 (rifle automático) e terminou o serviço". O motorista morto, que não foi identificado, foi levado ao hospital em uma ambulância e declarado morto ao chegar no local.

As relações entre israelenses e palestinos permanecem muito tensas após a ofensiva de Israel na Faixa de Gaza. Em julho do ano passado, um palestino matou três israelenses e feriu outros 45 ao colidir com sua escavadeira em alguns ônibus e carros em uma das principais ruas de Jerusalém antes de ser morto a tiros.

Três semanas depois, 16 pessoas foram feridas em um incidente parecido, e o responsável pelo ataque também foi morto.

AP
Motorista da escavadeira morreu

Motorista da escavadeira foi morto pela polícia israelense

Ataques de militantes suicidas da Cisjordânia em Jerusalém diminuíram consideravelmente após atingir um pico no início dos anos 2000.

As investigações indicam que atentados recentes parecem ter sido praticados principalmente por indivíduos de Jerusalém Oriental, de maioria árabe.

Nesta quinta-feira, antes do incidente em Jerusalém, aviões do Exército israelense bombardearam a Faixa de Gaza e mataram dois integrantes do Jihad Islâmico. Com isso, o número de militantes palestinos mortos por Israel em menos de 24 horas subiu para quatro.

Leia mais sobre Israel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.