Mostra berlinense traz história da fotografia indiscreta

Uma exposição no museu de fotografia de Berlim mostra a história dos paparazzi, os fotógrafos indiscretos que saem à caça de celebridades. A mostra inclui cerca de 350 fotografias indiscretas de celebridades como Mick Jagger, Arnold Schwarzenegger e Marlon Brando, e também de desconhecidos.

BBC Brasil |

O museu berlinense mostra como a demanda por fotos de pessoas famosas levou cada vez mais fotógrafos a perseguir personalidades e retratá-las em momentos íntimos.

Segundo os organizadores, a partir dos anos 60 e 70 os paparazzi se tornaram parte inevitável da vida das celebridades.

"Nessa época, tudo que os fotógrafos precisavam era criatividade, rapidez, teimosia e uma pitada de atrevimento", dizem os diretores do museu.

No entanto, a existência de paparazzi não é um fenômeno tão moderno assim.

A mostra traz, por exemplo, uma fotografia de 1931 retratando o então ministro das Relações Exteriores da França, Aristide Briand, em reunião privada.

Essa fotografia foi feita por Erich Salomon, considerado um dos primeiros paparazzi. O nome da mostra, Pigozzi e os Paparazzi, homenageia um outro pioneiro, o fotógrafo Jean Pigozzi.

A exposição também demonstra que o estilo dos paparazzi influenciou a moda e a fotografia artística, como mostram obras do conhecido fotógrafo Helmut Newton.

A mostra Pigozzi e os Paparazzi fica em cartaz no museu de fotografia de Berlim até o dia 16 de novembro de 2008.

Leia mais sobre fotografia

    Leia tudo sobre: fotografiapaparazzi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG