Mostra austríaca traz história de bens roubados pelos nazistas

Uma exposição em Viena mostra a história de objetos e obras de arte roubados de famílias judias pelo regime nazista e que, mais tarde foram, restituídos aos seus donos originais. A mostra no museu vienense MAK refaz a trajetória atribulada de objetos de dezessete famílias que foram confiscados pelos nazistas e usa os bens usurpados para mostrar a história de seus proprietários.

BBC Brasil |

Entre os bens roubados na época nazista estão desde uma pintura do século 16 do famoso artista alemão Lucas Cranach até utensílios cotidianos, como uma bengala, móveis, livros e até uma coleção de botões.

Além de expor os objetos, o museu também mostra obras de artistas contemporâneos sobre o tema roubo e restituição e entrevistas em vídeo com descendentes dos proprietários originais.

Automóvel
Um dos objetos mais inusitados da mostra é um automóvel Fiat 522C de 1931, que pertencia, originalmente, a um casal de origem judaica e ilustra bem o tema da mostra.

O carro foi requisitado pela polícia nazista em 1938 e acabou como parte do acervo do museu vienense de tecnologia, que, em 2008, finalmente pagou a indenização devida à família. Um vídeo do artista Christian Philipp Müller mostra a trajetória do carro.

O vídeo é uma das catorze obras de artistas contemporâneos que foram feitas especialmente para a exposição em Viena.

O museu MAK é o palco ideal para a mostra, já que seus historiadores foram responsáveis por catalogar e restituir várias obras de arte tomadas pelos nazistas, um trabalho que continua até hoje.

A exposição fica em cartaz em Viena até o dia 15 de fevereiro de 2009.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG