NYT - Mundo - iG" /

Mosquito da dengue se espalha por países não-tropicais, diz NYT

O aquecimento global está permitindo que mosquitos do tipo Aedes albopictus, um dos vetores da dengue, sobrevivam em áreas antes consideradas muito frias para ele, contribuindo para o aumento de casos da doença em todo o mundo, segundo reportagem publicada na edição desta terça-feira do jornal americano New York Times. De acordo com o jornal, o Aedes albopictus agora prolifera no sul da Europa e até na França e na Suíça, aumentando os temores de que dengue e outras doenças tropicais possam se espalhar por estes países.

BBC Brasil |

"Tudo o que precisa é que um turista infectado traga o vírus da dengue para casa, onde a picada de um mosquito local poderia transmiti-lo a outras pessoas", diz o jornal.

O NYT diz que a maioria das pessoas que são diagnosticados com dengue nos EUA foram infectadas em viagens a países onde a doença é endêmica, inclusive o México.

"Mas a dengue também atingiu residentes do Havaí e do Texas, que jamais deixaram terras americanas. E no verão passado uma doença relacionada, também transmitida por mosquitos, a chikungunya, atingiu mais de 100 moradores de um vilarejo na Itália, Castiglione di Cervia", diz o jornal.

Segundo o NYT, apesar de a dengue não ser uma ameaça tão séria quanto a malária, que chega a causar a morte de um milhão de pessoas a cada ano, as duas doenças cresceram desde que o DDT, o pesticida que controlava mosquitos de forma mais eficiente e barata do que qualquer outro, deixou de ser usado nos anos 60.

O jornal relata que houve recentes epidemias de dengue em países como Camboja, Costa Rica, Índia, Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã, além de algumas ilhas do Caribe, Cuba, norte do México, Nicarágua, Panamá, Porto Rico e Venezuela.

"Este ano, a dengue atacou o Rio de Janeiro, infectando mais de 75 mil pessoas no Estado brasileiro, inclusive Diego Hypólito, um campeão mundial de ginástica e favorito à medalha de ouro nas Olimpíadas de Pequim deste ano. Mais de 80 pessoas no Rio morreram por causa da dengue", diz o NYT.

"A urbanização descontrolada e o conseqüente crescimento da população, junto à má administração dos sistemas de água, também desempenharam papel na propagação da dengue", afirma a reportagem.

O jornal alerta ainda que atualmente não há vacina contra a dengue e dificilmente haverá uma disponível na próxima década, mas lembra que, "apesar de muitas viagens ao Brasil terem sido canceladas durante a epidemia no Rio, turistas não precisam evitar áreas onde a dengue é endêmica se estiverem dispostos a adotar precauções para evitar picadas de mosquito".

Leia mais sobre: dengue

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG