Moscou: russos e georgianos assinaram acordos de paz diferentes

Os presidentes Dimitri Medvedev, da Rússia, e Mikhail Saakashvili, da Geórgia, teriam assinado duas versões diferentes do acordo de paz de seis pontos negociado em agosto pela França para pôr fim ao conflito na Ossétia do Sul, declarou nesta sexta-feira um funcionário russo, que pediu o anonimato.

AFP |

"Na versão russa, o texto fala da segurança 'da' Abkházia e 'da' Ossétia do Sul", disse o funcionário à AFP, referindo-se às duas regiões separatistas da Geórgia.

"No documento transmitido a Saakashvili, aparecem 'na' Abkházia e 'na' Ossétia do Sul. Não é a mesma coisa", apontou.

A preposição é importante porque pode influenciar a definição das "zonas de contenção" criadas pelo Exército russo na Geórgia, explicou o funcionário.

A Rússia estabeleceu zonas de contenção ao redor da Abkházia e da Ossétia do Sul para prevenir uma nova ofensiva georgiana contra as duas regiões separatistas. O Ocidente, no entanto, quer que as forças russas se retirem desses territórios, controlados por Tbilisi.

Na quarta-feira, o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, já havia dito à imprensa que o texto do acordo de paz apresentado pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, a Mikhail Saakashvili continha várias "alterações".

O acordo de paz prevê a retirada das tropas russas do território georgiano, que Moscou afirma já ter concluído. Ao mesmo tempo, autoriza a Rússia a tomar "medidas adicionais de segurança" para proteger a Ossétia do Sul, à espera da criação de um mecanismo internacional.

cb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG