Moscou responde acusações de Rice sobre aviação estratégica russa

Moscou, 22 ago (EFE).- O Ministério de Assuntos Exteriores da Rússia expressou hoje sua surpresa com as declarações da secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, que na segunda-feira passada disse que Moscou faz um jogo muito perigoso, em alusão aos vôos de patrulha feitos pela aviação estratégica russa.

EFE |

"Essa declaração causa, pelo menos, surpresa. Parece que o Pentágono conseguiu ocultar da secretária de Estado que a própria aviação estratégica americana não só não interrompeu suas missões, como tem bases fora dos Estados Unidos, em várias regiões do mundo", assinala uma nota da Chancelaria.

A Chancelaria russa ressaltou que os vôos da aviação estratégica russa "fazem parte de um programa realizado em estrita conformidade com as normas internacionais de vôo e não representam nenhuma ameaça, nem para os EUA nem para outros países".

Segundo a nota, o importante é que "esses vôos se realizem para preservar a segurança da Rússia e não influam de nenhuma maneira no mundo".

"Se os vôos de treino da aviação estratégica são um 'jogo perigoso', como então qualificar a aparição de elementos do estratégico escudo antimísseis dos EUA nas proximidades das fronteiras russas?", questiona o Ministério russo. EFE bsi/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG