MOSCOU (Reuters) - Negociadores da Rússia e dos EUA devem concluir nos próximos dias um histórico novo acordo de desarmamento nuclear, disseram autoridades russas na segunda-feira. Estamos quase, acho que esse negócio será concluído nos próximos dias, afirmou o vice-chanceler Sergei Ryabkov à agência estatal RIA.

Objeto de meses de negociação em Genebra, o acordo é um elemento crucial para a melhoria das relações russo-americanas, após anos de tensões.

Na sexta-feira, durante visita a Moscou, a secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, disse que os dois governos estão "à beira" de substituir o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start 1), que foi adotado em 1991 e expirou em dezembro de 2009.

Também na segunda-feira, o mais graduado general russo, Nikolai Makarov, disse que o acordo deve ser assinado em abril, mas que ainda há discordâncias sobre a polêmica questão da disputa antimísseis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.