Moscou iniciará produção em série de mísseis Bulava-M em 2009

Moscou, 1 dez (EFE).- O vice-premier russo, Serguei Ivanov, anunciou hoje que o país iniciará no ano de 2009 uma produção em série dos mísseis balísticos intercontinentais Bulava-M, de 8.

EFE |

000 quilômetros de alcance.

Segundo Ivanov, citado pela agência "Interfax", o equipamento será destinado à frota de submarinos atômicos de última geração.

Ainda de acordo com o vice-primeiro-ministro, o último teste de um Bulava, feito na última sexta com um submarino no Mar Branco, foi bem-sucedido.

Entretanto, a Marinha russa ainda realizará uma última prova com os mísseis antes do fim do ano, já que diversos testes feitos nos últimos meses fracassaram.

Os Bulava (denominados SS-NX-30 segundo a Otan) serão usados nos futuros submarinos nucleares de quarta geração, e cada um terá capacidade para 12 deles.

Estes mísseis, que pesam 30 toneladas, são considerados quase impossíveis de serem interceptados pelos atuais sistemas de defesa aérea devido à sua alta velocidade e à capacidade de modificar sua trajetória para driblar radares e antimísseis.

Fabricados pelo Instituto de Tecnologia Térmica de Moscou, os Bulava podem levar até dez ogivas nucleares de guia autônoma.

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, anunciou um aumento de 27% na verba para segurança e defesa em 2009, disponibilizando um total de 2,4 trilhões de rublos (70 bilhões de euros).

A Rússia anunciou um novo programa de rearmamento no ano passado, em uma tentativa de se igualar ao poderio militar dos Estados Unidos. A proposta inclui uma força em conjunto de mísseis balísticos intercontinentais, submarinos nucleares e aviões estratégicos, conhecida como "tríade nuclear". EFE io/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG