Moscou entrega à CIJ seus argumentos contra independência do Kosovo

Moscou, 17 abr (EFE).- A Rússia entregou à Corte Internacional de Justiça (CIJ) com sede em Haia sua argumentação jurídica contra a autoproclamada independência do Kosovo, informou hoje o Ministério de Assuntos Exteriores russo.

EFE |

"O documento russo contém a conclusão que a proclamação unilateral da independência pelos órgãos provisórios de autoadministração do Kosovo está apertada com o direito internacional, incluindo a resolução 1244 aprovada pelo Conselho de Segurança da ONU em 1999", assinala o comunicado.

A Chancelaria lembrou que a CIJ, que iniciou o estudo da independência do Kosovo a pedido da Assembleia Geral da ONU, recolhe os relatórios com a argumentação tanto de países partidários como de detratores da secessão do ente albanês da Sérvia.

A independência unilateral do Kosovo foi reconhecida até agora por 56 países, entre eles Estados Unidos e 22 membros da União Europeia (UE), embora não por potências emergentes como Rússia, China, Brasil e Índia.

Dos países da UE, a soberania kosovar não conta com o reconhecimento da Espanha, Grécia, Chipre, Eslováquia e Romênia.

A Rússia, que se opôs desde o princípio à secessão do Kosovo, por sua vez reconheceu a independência também autoproclamada da Abkházia e Ossétia do Sul, regiões separatistas e pró-russas que o Exército russo arrebatou à Geórgia no conflito armado de agosto do ano passado. EFE se/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG