Moscou e Tbilisi trocam acusações de abuso de violência na Geórgia

As promotorias da Rússia e da Ossétia do Sul iniciaram uma investigação por genocídio contra a Geórgia, em resposta à ofensiva militar lançada em 7 de agosto passado na região separatista georgiana, informou Alexander Dyrmanov, um porta-voz do promotor-geral russo.

AFP |

"Estamos reunindo provas contra o exército georgiano, que atacou civis. Temos a impressão de que eles mataram intencionalmente os ossetas só por serem ossestas", declarou.

O embaixador georgiano ante a ONU em Genebra, por sua vez, denunciou nesta quinta ante à Conferência de Desarmamento "a brutalidade desumana" contra a população civil na Geórgia.

"Queremos enfatizar que os representantes das organizações internacionais e humanitárias não puderam ter acesso aos territórios controlados pelas forças armadas russas, o que reforça as dúvidas sobre os objetivos reais dos russos na Geórgia", declarou o embaixador Giorgi Gorgiladze.

str/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG