As declarações feitas na sexta-feita pelo presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, afirmando que o Holocausto de judeus na Segunda Guerra Mundial não passa de um mito são totalmente inaceitáveis, indicou neste sábado o Ministério do Exterior russo.

"Declarações como estas, independente de onde venham, contradizem a verdade e são totalmente inaceitáveis", condenou em um comunicado Andrei Nesterenko, porta-voz do ministério russo.

"Tentativas de reescrever a história, principalmente com o aniversário de 70 anos do início da Segunda Guerra Mundial este ano, são uma ofensa à memória de todas as vítimas e de todos aqueles que combateram o fascismo", destacou.

bfi/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.