Mortos por terremoto na Costa Rica chegam a 14

San José, 9 jan (EFE).- Subiu para 14 o número de vítimas causadas por um terremoto de 6,2 graus na escala Richter ocorrido ontem na Costa Rica, informou hoje a Cruz Vermelha informou, após encontrar dez cadáveres durante a madrugada.

EFE |

Ontem já haviam sido confirmadas as mortes de quatro pessoas.

As equipes de socorro e a polícia seguem tentando chegar à área mais afetada, pois algumas comunidades continuam incomunicáveis por terra devido aos desmoronamentos.

Segundo Daniel Gallardo, presidente da Comissão Nacional de Emergências (CNE), durante o dia vários helicópteros resgatarão centenas de pessoas que ainda estão presas nas áreas mais próximas ao epicentro, na zona do vulcão Poás, cerca de 60 quilômetros ao noroeste da capital San José.

Um porta-voz da Cruz Vermelha informou à Agência Efe que até agora se confirmaram cerca de 2.450 pessoas desabrigadas e que há pelo menos 22 desaparecidas.

Um total de 1.078 pessoas se encontra em albergues e mais de 1.244 estão isoladas.

As equipes de socorro acreditam que o número de mortos pode aumentar nas próximas horas, com descobertas de novos cadáveres.

Gallardo detalhou que o céu encoberto e a chuva estão dificultando o vôo dos helicópteros de resgate, mas que tentará evacuar os moradores das comunidades de Poás e Vara Blanca, as mais danificadas.

O presidente Óscar Arias anunciou que hoje visitará a área do desastre e se espera que ele declare emergência nacional. EFE nda/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG