Rio de Janeiro, 7 mai (EFE).- O número de mortos pelas fortes chuvas que castigam desde abril os estados do norte e do nordeste do Brasil subiu para 31, de acordo com o balanço divulgado hoje pela Secretaria Nacional de Defesa Civil.

Os desabrigados chegaram a 797 mil, segundo o mesmo balanço.

O número de vítimas pode ser ainda maior porque a Defesa Civil não incluiu, até agora, os dados da Bahia, onde, segundo as autoridades regionais, seis pessoas já morreram em decorrência das inundações e deslizamentos de terras provocados pelas chuvas.

Das mortes, 12 foram registradas no Ceará e outras quatro em Alagoas.

No Maranhão houve nove mortes, e outras cinco no Amazonas.

De acordo com a Defesa Civil, em Santa Catarina uma pessoa morreu por causa das chuvas.

De acordo com o balanço oficial, as chuvas afetaram 283 municípios em dez estados (Ceará, Maranhão, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte, Bahia, Alagoas, Amazonas, Pará e Santa Catarina), vários dos quais já declararam estado de emergência ou de calamidade pública.

O Ceará é o que tem mais municípios afetados (69), seguido por Maranhão (64), Piauí (33), Paraíba (19) e Rio Grande do Norte (15), Bahia (4) e Alagoas (3). EFE cm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.