Mortos pela gripe em N.York chegam a 4; infectados nos EUA são 6.764

Nova York, 26 mai (EFE).- O número de mortos em decorrência da gripe suína em Nova York subiu para quatro, após as autoridades de saúde municipais terem confirmado hoje o falecimento de uma mulher de 41 anos e de um homem de 34.

EFE |

No entanto, estes dados não foram confirmados pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

O responsável do departamento nova-iorquino de Saúde, Thomas Frieden, informou hoje em entrevista coletiva que os dois novos mortos, moradores nos distritos de Queens e Brooklyn, já sofriam de outras doenças que tinham enfraquecido seu sistema imunológico.

Frieden explicou que ainda é preciso esperar o resultado das autópsias para saber se a morte de ambos aconteceu em decorrência do vírus AH1N1, causador da gripe, ou se foi pelas doenças que já os afligiam.

Com o anúncio destas duas mortes, já são quatro os mortos em Nova York que estavam contagiados com o vírus.

Os últimos dados do CDC elevaram para 6.764 os afetados pela variante da gripe em todo o país.

O vírus já foi detectado em 47 dos 50 estados dos Estados Unidos, além de no Distrito de Columbia, e só em Alasca, Virgínia Ocidental e Wyoming não apareceram casos de infectados pela gripe.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE dvg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG