Mortos em café de Hollywood não eram vítimas casuais, diz Polícia

Washington, 4 abr (EFE).- A Polícia de Los Angeles procura hoje um homem que matou a tiros quatro pessoas em um restaurante do norte de Hollywood e parte da teoria que se tratou de uma ação proposital, na qual as vítimas não eram casuais, mas alvos selecionados.

EFE |

No sábado à noite, um homem entrou no Hot Spot Cafe, um restaurante em Valley Village, e abriu fogo, matando quatro pessoas e ferindo outras duas, segundo o jornal "Los Angeles Times".

O autor, aparentemente um homem de cerca de 30 anos, fugiu depois do crime.

Todas as vítimas eram homens entre 20 e 25 anos de idade.

Três morreram no local e um quarto perdeu a vida mais tarde, em um hospital local.

"Não se trata de um louco armado que se passeia pelo norte de Hollywood e represente uma ameaça imediata para a segurança pública.

Mas também não foi um ato de violência ao acaso, foi uma ação proposital", disse hoje o diretor adjunto do escritório da Polícia em Valley Village.

Os agentes averiguam o motivo dos assassinatos e se o autor do crime agiu sozinho ou se houve mais pessoas envolvidas. EFE cae/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG