Os mortos pela gripe suína no México chegaram a 66 depois da confirmação de mais dois óbitos, no dia 10 de maio, enquanto o número de pessoas infectadas pelo vírus H1N1 soma 2.829, informou nesta sexta-feira o ministro da Saúde, José Angel Córdova.

Temos "2.895 casos confirmados, entre eles 66 mortes", enquanto as outras 2.829 pessoas conseguiram sobreviver ao H1N1, vírus causador da gripe suína, indicou Córdova em uma entrevista coletiva à imprensa.

"A curva da distribuição das pessoas falecidas mantém a mesma disposição, o maior número no dia 25 de abril, a última morte no dia 10 de maio e a primeira no dia 10 de abril", acrescentou o ministro mexicano.

sem/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.