Mortes por cólera no Zimbábue chegam a 565

Genebra, 3 dez (EFE).- Chegou a 565 o número de mortos por cólera no Zimbábue, enquanto o de desabrigados atingiu 12.

EFE |

546, informou hoje o Escritório de Coordenação para Assuntos Humanitários da ONU (OCHA).

Segundo os últimos dados disponíveis, contabilizados ontem, houve novos surtos violentos da doença nas cidades de Gwanda, Plum Tree e Gokwe North.

O surto de cólera no Zimbábue, que começou no início deste ano e cresceu em setembro, alcançou nove das dez províncias do país, embora as áreas mais afetadas, até agora sejam os subúrbios de Budiriro e Glen View, na capital Harare, e de Beitbridge, a cidade na fronteira com a África do Sul.

Todos os casos registrados e Beitbridge, Karoi, Manicaland, Seke, Goromonzi e outras localidades do interior têm como origem o surto de Harare, com o subúrbio de Budiriro como epicentro, segundo o Governo zimbabuano.

O atual surto de cólera, doença que se transmite através de água contaminada, deve-se ao colapso da rede sanitária de Harare, assim como à falta de manutenção dos sistemas de distribuição de água potável e de elementos básicos de higiene pessoal, como o sabão. EFE mh/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG