Mortes pela gripe chegam a 128 no Chile mas incidência de casos diminui

Santiago do Chile, 20 ago (EFE).- O número de mortes pela nova gripe no Chile chegou a 128 e os casos confirmados a 12.

EFE |

175, embora o ritmo da doença parece estar diminuindo, segundo relatório oficial divulgado hoje pelo Ministério da Saúde.

O primeiro caso da gripe no país foi registrado no dia 17 de maio, mas na última semana só se confirmaram 71 novos casos, de acordo com o relatório, que assinala que se observa "uma clara tendência descendente" em todas as regiões do país.

Nesse período foram notificados no Chile 353.525 casos compatíveis com a doença, dos que 12.175 foram confirmados e deles 1.325 correspondem a doentes graves, que necessitaram hospitalização, o que corresponde a uma taxa de 7,8 por cada 100.000 habitantes.

Os casos graves apresentam uma idade média de 34 anos e 48% deles têm antecedentes de doenças crônicas, indicou o Ministério, que informou que as mulheres representam 51% do total.

Sobre os 128 falecimentos, 116 foram classificados como mortes associadas diretamente à gripe enquanto o resto ou ainda está sob estudo ou o vírus não apresentou um papel preponderante na cadeia de eventos que levaram à morte.

Desde a aparição do vírus, foram fornecidos no Chile 647.294 tratamentos antivirais. EFE ns/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG