Morte suspeita na Inguchétia do fundador de um site de oposição ao Kremlin

Magomed Evloyev, dono de um site de informação muito crítico com o poder, faleceu neste domingo na Inguchétia (Cáucaso russo) depois de um incidente em um carro de polícia durante o qual foi ferido na cabeça, anunciou o Ministério Público russo.

AFP |

"Verificações estão em curso sobre a morte de Evloyev", declarou Vladimir Markin, chefe do comitê de investigação do Ministério Público, citado por meios de comunicação russos.

Segundo ele, um "incidente" ocorreu no carro de polícia no momento em que Evloyev, fundador do site ingushetiya.ru, estava sendo levado para a delegacia.

"Durante este incidente, ele foi ferido na cabeça por uma arma de fogo, e faleceu no hospital", prosseguiu.

Magomev Evloyev havia sido detido neste domingo no aeroporto de Narzan, a maior cidade da Inguchétia, ao descer de um avião onde também se encontrava o presidente inguche, Murat Ziazikov, relatou à rádio Echo de Moscou um opositor inguche, Magomad Khazbiev.

O presidente foi recebido "por sua comitiva, seguida pela do ministro do Interior. São pessoas ligadas a esta última que prenderam Evloyev assim que ele saiu do avião", explicou Khazbiev.

Ingushetiya.ru, um site muito popular na Inguchétia, já foi objeto de ameaças diversas vezes no passado.

Rosa Malsagova, a redatora-chefe deste site muito crítico com o presidente Ziazikov, havia declarado em 12 de agosto que se preparava para pedir "o asilo político na França".

No dia 6 de junho, a justiça russa ordenou o fechamento do site ingushetiya.ru, acusado de publicar informações de caráter "extremista".

A ONG russa Memorial denunciou recentemente uma "degradação catastrófica" da situação dos direitos humanos na Inguchétia.

neo/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG