Incidentes foram registrados nesta segunda-feira, pela segunda noite consecutiva, em Bagnolet, no subúrbio leste de Paris, onde um jovem motociclista perseguido pela polícia morreu na noite de domingo, constatou a AFP.

Grupos de jovens, armados com barras de ferro e coquetéis molotov, incendiaram carros e latas de lixo e desafiaram a polícia em Bagnolet, onde vivia Yakou Sanogo, um entregador de pizza de 18 anos.

Vários veículos, incluindo um ônibus de turismo, foram destruídos pelas chamas no bairro, onde moram muitos imigrantes, disse à AFP um oficial.

A polícia de choque enviou dez caminhões com agentes ao local.

O ministro do Interior, Brice Hortefeux, e o prefeito comunista de Bagnolet, Marc Everbecq, fizeram apelos à calma e ao diálogo após a violência registrada na noite de domingo, quando 29 carros foram destruídos.

Sanogo, que morreu em uma moto de cross, proibida na cidade, faleceu de "traumatismo toráxico" após bater em uma barreira metálica, segundo a autópsia, que descartou atropelamento pelo carro da polícia que o perseguia.

lo/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.