Tamanho do texto

Tropas de choque patrulham a cidade de Roquetas del Mar, no sul da Espanha, desde domingo, quando um imigrante senegalês foi assassinado. O esfaqueamento provocou revolta na grande comunidade imigrante no domingo, e vários carros e casas foram incendiadas.

Em nota oficial, a polícia afirma não saber o que levou ao ataque contra o homem, que deixou dois filhos.

Aparentemente, a multidão procurava um homem de origem cigana e queimou uma casa que pertenceria ao assassino, antes de entrar em confronto com a polícia. Vários policiais ficaram feridos e dez pessoas foram presas.

Calcula-se que cerca de um terço da população de Roquetas del Mar seja imigrante, mas as autoridades afirmam que a revolta foi um incidente isolado e não teve motivação racial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.