Mortalidade de menores de 5 anos cai 27% em 17 anos, diz OMS

Genebra, 21 mai (EFE).- A proporção de crianças que morrem antes de completar os cinco anos diminuiu 27% entre 1990 e 2007, segundo as estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

EFE |

O Relatório Estatístico sobre a Saúde no Mundo da organização, que foi apresentado hoje em Genebra, analisa o progresso obtido pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio relacionados com a saúde.

Um dos aspectos mais positivos destacados pelo texto é a redução do número de crianças mortas em 2007 até 9 milhões, uma queda significativa em relação às 12,5 milhões de mortes de 1990, o que representa que a mortalidade dos menores de cinco anos diminuiu 27%.

O relatório informou que, em nível mundial, estima-se que 37% dos falecimentos entre as crianças com menos de cinco anos acontecem no primeiro mês de vida, a maioria na primeira semana.

"Os países que alcançam menos progressos são geralmente os afetados por altos níveis de HIV/aids, dificuldades econômicas ou conflitos", segundo o relatório.

O documento explicou que, a cada ano, 536 mil mulheres morrem de complicações durante a gravidez ou o parto, 99% delas nos países em desenvolvimento.

A taxa mundial de mortalidade materna se mantém quase inváriavel entre 1990 e 2005, o que representa 400 mortes a cada 100 mil nascidos vivos.

A maioria dos falecimentos maternos ocorreu na África, onde a taxa de mortalidade das mães é de 900 por 100 mil nascidos vivos, sem que tenham sido registradas melhorias mensuráveis entre 1990 e 2005. EFE mh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG