Morreu último sobrevivente de rede que resistiu à ocupação nazista

O último sobrevivente de uma rede que transmitiu a Londres informações vitais durante a ocupação nazista sobre a localização na França de foguetes V1 alemães, Joseph Brocard, morreu aos 88 anos de idade.

AFP |

Brocard recebeu o título de cavaleiro da Legião de Honra, a Cruz da Guerra 39-45 e a medalha britânica King Medal for Courage.

A rede "Agir" foi criada em 1941 pelo coronel francês Michel Hollard, a quem os britânicos chamavam de "o homem que salvou Londres".

Ligada ao Intelligence Service, a rede "Agir" foi integrada por mais de 100 agentes. A rede descobriu os preparativos dos alemães para instalar uma série de rampas de lançamento de foguetes V1.

A rede identificou uma centena de rampas que estavam sendo construídas nas costas francesas próximas da Inglaterra e obteve as características do foguete V1, uma bomba com alcance de 250 km.

Graças às informações de inteligência precisas, os aliados conseguiram bombardear as localizações dos V1 e reduzir seu potencial em 90%.

pmg/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG