Morrem no Afeganistão quatro crianças que brincavam com morteiro

Quatro crianças morreram, e seis ficaram feridas, nesta sexta-feira, no leste do Afeganistão, quando explodiu o morteiro com o qual brincavam, informaram fontes oficiais.

AFP |

As crianças, todas com menos de 14 anos, estavam na cidade de Gardez, disse à AFP o chefe do serviço de inteligência da província de Paktya, Gulam Dastagir Rostumyar.

Dois dos sobreviventes estão gravemente feridos e foram transferidos para um hospital de Cabul, informou à AFP o chefe provincial de saúde Mohamed Nadir.

Após quase três décadas de guerra, que começou em 1979 com a invasão pela União Soviética, no território do Afeganistão, ainda existem milhares de armas sem detonar, entre elas minas antipessoais e morteiros.

Esses explosivos matam e mutilam várias pessoas todos os dias.

Não se sabe se a arma que explodiu em Paktya era antiga, ou uma das utilizadas pelo governo afegão e seus aliados internacionais contra os extremistas islâmicos.

shk/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG