Morre Titus, o rei dos gorilas de Ruanda

O célebre gorila Titus, conhecido como o rei dos gorilas de Ruanda, morreu na segunda-feira no Parque Nacional dos Vulcões em consequência da idade avançada , anunciou a Agência Ruandesa de Turismo e Parques Naturais (ORTPN).

AFP |

"Com grande tristeza, a ORTPN tomou conhecimento a morte do legendário Titus, conhecido como o rei dos gorilas", afirma um comunicado.

"Não era apenas mais poderoso do 'costas prateadas' (macho alfa) do Parque Nacional dos Vulcões, também era um dos gorilas mais famosos do mundo", completa.

Titus, que nasceu no dia 24 de agosto de 1974, foi durante toda a vida objeto de várias pesquisas científicas. Ele morreu vítima da idade, aos 35 anos.

O primata, que em 2008 foi protagonista de um documentário da BBC britânica, "Titus, o rei dos gorilas", teve uma grande descendência, segundo a ORTPN, para a qual o carismático gorila "é o melhor exemplo de uma espécie que sobreviveu contra todas as expectativas".

"Sua morte é uma imensa perda para Ruanda", acrescenta a nota.

"Dos 380 a 400 gorilas que vivem no Maciço das Virungas, entre Ruanda, República Democrática do Congo e Uganda, pelo menos 265 vivem em território ruandês, onde são observados todos os dias", destaca a ORTPN.

A zoóloga americana Dian Fossey, que viveu na região de Virungas até seu violento assassinato em 1985, revelou ao mundo a difícil situação dos gorilas das montanhas africanas e é considerada por muitos a responsável pelos animais não terem sido extintos.

A vida isolada de Fossey nas montanhas de Ruanda foi imortalizada no filme de 1988 "Gorillas in the Mist" ("Na Montanha dos Gorilas"), protagonizado por Sigourney Weaver, que foi indicada ao Oscar pelo papel.

str-hba/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG