Morre piloto de caça americano que caiu na Califórnia

Los Angeles (EUA), 26 mar (EFE).- O piloto do caça americano F-22 que caiu no deserto de Mojave, na Califórnia, foi declarado morto no hospital da localidade de Victorville, informou hoje a imprensa.

EFE |

O acidente, cujas causas ainda não foram determinadas, aconteceu ontem, por volta das 10h (14h de Brasília), a cerca de 50 quilômetros da base Edwards, que a Força Aérea americana mantém no sul da Califórnia.

O piloto, de 49 anos, identificado como David Cooley e com mais de duas décadas de experiência na Aeronáutica, estava internado no hospital Victor Valley Community, em Victorville.

Segundo as autoridades militares, o avião partiu da base Edwards numa missão de treino.

"Uma aeronave que voa de Edwards o faz para avaliar sua estrutura, sua propulsão, sua aviônica e a eletrônica de combate, tudo com o objetivo de assegurar a adequação dos sistemas de armas às suas missões", disse o porta-voz da Força Aérea, Vince King.

Em 2004, um caça F-22 caiu na base aérea de Nellis, no estado de Nevada, desencadeando a revisão de todos estes modelos num prazo de duas semanas.

A investigação aberta na ocasião não encontrou indícios de problemas no design ou no sistema do F-22. O piloto envolvido nesse primeiro acidente sobreviveu ao ejetar seu assento. EFE fmx/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG