Morre patriarca budista Thich Huyen Quang

O patriarca Thich Huyen Quang, que lutou contra a submissão do movimento budista ao regime comunista no Vietnã, morreu neste sábado aos 87 anos de idade, anunciaram seus partidários em um comunicado.

AFP |

"O muito venerável Thich Huyen Quang, quarto patriarca da Igreja budista unificada do Vietnã, proibida, morreu hoje no monastério Nguyen Thieu em Binh Dinh," indicou um comunicado enviado ao Escritório de Informação Budista Internacional (BIBI) de Hanói.

Ele morreu tranquilamente após deixar o hospital por vontade própria na sexta-feira, depois de mais de um mês de internação, com tratamentos intensivos, por diferentes problemas cardíacos, hepáticos e pulmonares.

A morte deste patriarca foi anunciada por Thich Quang Do, segundo da Igreja Unificada do Vietnã (EBUV), oficialmente proibida, que vem sendo citado como seu sucessor.

Assim como o líder falecido, Thich Quang Do passou os últimos 30 anos em residência vigiada e sob controle policial.

Segundo o escritório de informação, o patriarca e seu adjunto e futuro sucessor "dirigiram durante 30 anos a oposição pacífica ao regime comunista, convertendo-se em símbolo da luta do movimento budista não violento pela liberdade religiosa e os direitos humanos".

A EBUV foi declarada proibida em 1981 por ter negado se submeter à autoridade do Partido Comunista Vietnamita (PCV).

fz/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG