Washington, 15 dez (EFE).- Oral Roberts, polêmico evangelizador que criou um império e uma universidade com suas pregações pela televisão, morreu aos 91 anos de complicações de uma pneumonia, informou hoje seu porta-voz.

Roberts faleceu nesta terça-feira, em sua residência de Newport Beach, na Califórnia (EUA), após ser hospitalizado depois de sofrer uma queda no sábado passado.

Sempre envolvido em polêmicas, Roberts foi muito criticado, acusado de enriquecer às custas da fé de seus seguidores. Na década de 80, seu centro médico chamado "Cidade da Fé" começou a ter dificuldades financeiras e Roberts dizia que ia morrer se não reunisse US$ 8 milhões para salvar a instituição.

Em sua autobiografia, publicada em 1995, o missionário disse que estava convencido que Deus falava com ele, e que não tinha outra opção que obedecê-lo.

Na década de 80, sua organização também sofreu os efeitos de escândalos de sexo e dinheiro de outros "televangelistas", como Jim e Tammy Bakker e Jimmy Swaggart. EFE ojl/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.