Morre o lendário rapper Guru, pioneiro do hip-hop

Nova York, 20 abr (EFE).- O lendário músico americano Guru, que protagonizou com o grupo Gang Starr o rap nova-iorquino nos anos 1990, morreu aos 43 anos por causa de um câncer, anunciou hoje seu antigo colaborador DJ Premier.

EFE |

"Guru morreu na segunda-feira de manhã após uma longa batalha contra o câncer", assegurou em seu blog o DJ Premier. Ele assinalou que o falecido músico tratou de viver "uma vida normal" depois que um ano se lhe diagnosticasse a doença que acabou com sua vida.

O ex-companheiro de Guru no Gang Starr explicou que o rapper "sempre buscou manter no âmbito privado esse terrível diagnóstico, mas no início de 2010 teve de ser hospitalizado por causa da gravidade dos efeitos da doença".

"Os médicos o encorajaram a pensar positivamente, que podia reduzir o câncer e que era possível se curar totalmente. Mas vários tratamentos fortes, inclusive quimioterapia, fracassaram", indicou o DJ Premier.

O músico também reproduz em seu blog uma carta de despedida entregue por Guru a seu atual colaborador, Solar, na qual fala de sua família, dos fãs e de sua carreira profissional.

"Escrevo com lágrimas nos olhos, não de tristeza, mas de alegria, por uma vida maravilhosa e pela grande quantidade de boas pessoas que tive o prazer de conhecer", diz o rapper na carta.

Além disso, se diz sentir particularmente orgulhoso do que o Gang Starr "representou para o mundo da música e seus fãs", bem como dos álbuns e por ser considerado o "pai do hip-hop/jazz". EFE jju/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG