Morre o francês Gaston Lenôtre, pioneiro da confeitaria moderna

O célebre chef confeiteiro Gaston Lenôtre, que morreu nesta quinta-feira aos 88 anos de idade, renovou, ao longo de sua carreira, a arte da criação de sobremesas, construindo um verdadeiro império da gastronomia em todo o mundo.

AFP |

"Meus colegas se estagnaram no conformismo", costumava dizer Lenôtre, homem enérgico, considerado um pioneiro do mundo da confeitaria moderna por ter abandonado convenções para criar doces mais leves e sabores inéditos.

Gaston Lenôtre "tirou a confeitaria de suas manias arcaicas", disse à AFP o confeiteiro Pierre Hermé, que aprendeu o ofício com ele. "Lá aprendi as bases da profissão, o rigor do trabalho, a preocupação com o detalhe, o sentido da qualidade".

Gaston Lenôtre "transformou a confeitaria com sua criatividade", estimou por sua vez Alain Passard, chef três estrelas do restaurante l'Arpège, de Paris. Outro grande chef francês, Paul Bocuse, afirmou que, em matéria de confeitaria, deve-se falar simplesmente de "Carême (1784-1833) e Lenôtre".

Gaston Lenôtre nasceu em 28 de maio de 1920 na cidade de Saint-Nicolas-du-Bosc, na Normandia, filho de pai e mãe cozinheiros. Após concluir sua formação, mudou-se em 1945 para Pont-Audemer, seguindo depois para Paris, onde abriu sua primeira confeitaria em 1957, conquistando aos poucos uma clientela fiel e em expansão.

Ignorando os códigos tradicionais, combinou sabores novos para inventar doces mais leves, entre eles os famosos "Opera" (combinação de chocolate e café) e "Succès" ("sucesso").

A partir de 1975, o império Lenôtre atravessou as fronteiras da França para chegar a Alemanha, Japão, Estados Unidos, China e Oriente Médio.

Além das lojas, a empresa, comprada em 1985 pelo grupo hoteleiro Accor, possui vários restaurantes.

Casado e pai de três hijos, fã da caça esportiva e do golf, Gaston Lenôtre também escreveu uma bem-sucedida série de livros de culinária.

A receita do sucesso? "Sempre faço as coisas com paixão, com o coração, jamais pensei em ganhar dinheiro", dizia.

sd.mc/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG