Morre o estilista Ted Lapidus, famoso por democratizar a elegância francesa

Paris, 29 dez (EFE).- O costureiro francês Ted Lapidus, célebre por ter democratizado a elegância francesa, morreu hoje, aos 79 anos, em Cannes (sudeste), onde estava hospitalizado, informaram seus familiares.

EFE |

O estilista, que tinha leucemia e morreu após vários anos de luta contra a doença, será enterrado sexta-feira, acrescentaram as fontes.

Lapidus, cujo pai era russo e tinha imigrado para a França, foi durante décadas um dos maiores nomes da moda francesa, tendo ficado famoso tanto por sua linha de alta costura com por suas coleções prêt-à-porter.

O estilista, que gostava de se definir como o "costureiro das ruas", é hoje lembrado como um dos grandes responsáveis pela democratização da moda.

Particularmente, Lapidus ficou conhecido por criar a moda safári, lançar roupas inspiradas em uniformes e explorar o espírito unissex.

Nos anos 70, uma das maiores divulgadoras do trabalho de Lapidus foi a atriz Brigitte Bardot. Nessa década, o estilista decidiu diversificar sua área de atuação lançando perfumes em colaboração com a L'Oréal.

Aos 53 anos, em 1982, o costureiro passou o comando de sua grife, fundada em 1951, ao filho Olivier, em uma tentativa para solucionar o problema criado pela existência de "dois Lapidus" no mundo da moda parisiense, segundo explicou o herdeiro de Ted.

Nas palavras da irmã do estilista, a também modista Rose Corrente-Mett, Lapidus foi um grande costureiro, embora não tenha tido a sorte de encontrar seu Pierre Bergé, co-fundador da grife Yves Saint Laurent. EFE lg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG