Morre Jerry Wexler, o guia musical de Ray Charles e Aretha Franklin

Los Angeles (EUA.), 15 ago (EFE) - O produtor Jerry Wexler, um pioneiro do rythm and blues e guia musical de artistas como Ray Charles e Aretha Franklin, morreu hoje aos 91 anos, anunciou a gravadora Atlantic Records.

EFE |

Wexler, que também gravou canções com nomes ilustres da música americana como Bob Dylan e Willie Nelson, foi um dos criadores da Atlantic Records.

O selo fonográfico foi o canal através do qual ficaram conhecidos muitos artistas negros na década de 1960.

"Jerry representou uma rara combinação de criatividade, inteligência, sabedoria, sensibilidade artística e espírito empresarial na evolução da Atlantic, que passou de um pequeno selo independente para se transformar em um gigante da indústria", disse a empresa em comunicado.

Filho de imigrantes poloneses judeus Wexler foi sócio e executivo da Atlantic Records até 1975.

Em Nova York, David Ritz, um produtor que trabalhou com Wexler desde seus primeiros anos na indústria, disse que a morte do produtor ocorreu em Sarasota (Flórida) após sofrer vários anos de uma doença cardiovascular congênita.

O produtor nasceu em Nova York em 1917 e, após cumprir serviço militar na Marinha durante a Segunda Guerra Mundial, trabalhou como jornalista da revista "Billboard", onde criou o termo "Rythm and Blues" para se referir a um estilo particular da música popular americana.

Além de trabalhar com Charles, Dylan e Franklin, Wexler também produziu discos de longa duração com Led Zeppelin e Carlos Santana.

O produtor gravou 16 álbuns com Aretha Franklin, que, após assinar com a Atlantic Records, dedicou a maior parte de seus esforços à música gospel.

"Quando estávamos no estúdio, podia-se dizer que éramos como gêmeos siameses", disse Wexler em uma ocasião para se referir a seu trabalho com Franklin. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG