Morre japonês que sobreviveu às bombas de Hiroshima e Nagasaki

O japonês Tsutomu Yamaguchi, a única pessoa a sobreviver às explosões atômicas de Hiroshima e de Nagasaki, em agosto de 1945, morreu nesta segunda-feira, de um câncer de estômago, aos 93 anos de idade, informaram fontes do governo.

AFP |

Yamaguchi, única vítima dos dois bombardeios oficialmente reconhecida, faleceu em Nagasaki, sudoeste do Japão.

"Perdemos uma testemunha das mais importantes desta história", declarou em comunicado o prefeito de Nagasaki, Tomihisa Taue.

Yamaguchi, engenheiro de profissão, residente em Nagasaki, estava a trabalho em Hiroshima, oeste do Japão, no dia 6 de agosto de 1945, quando a aviação americana lançou a primeira bomba atômica da história.

No momento da explosão, Yamaguchi caminhava a dois quilômetros do chamado ponto zero, a zona terrestre localizada na linha vertical da explosão, dado que a bomba estourou sobre a cidade sem tocar terra.

Yamaguchi sofreu queimaduras graves nos braços, mas dois dias depois conseguiu regressar a Nagasaki.

No dia 9 de agosto de 1945, Yamaguchi estava em seu escritório contando a seus colegas o horror de Hiroshima quando explodiu a segunda bomba atômica lançada pelos americanos.

"Acreditei que o cogumelo atômico havia me seguido até aqui", recordou mais tarde Yamaguchi, que estava a três quilômetros do epicentro da explosão.

As bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki causaram 140.000 e 75.000 mortos respectivamente, seja no ato, por causa do calor ou da onda expansiva, seja nos meses seguintes devido a radiações.

Yamaguchi começou a contar sua história em 2005, depois da morte devido a um câncer de seu segundo filho, também sobrevivente de Nagasaki.

Em 22 de dezembro passado, Yamaguchi havia recebido a visita do cineasta James Cameron, o diretor de "Titanic" e "Avatar", que pretende fazer um filme sobre as duas bombas atômicas.

"Missão cumprida", declarou Yamaguchi ao despedir-se, então, de Cameron, recordou sua família.

sps/pn/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG