Morre iraquiano que fazia greve de fome em prisão na Itália

Um iraquiano condenado a 15 meses de prisão na Itália por tentativa de assalto a mão armada morreu enquanto observava uma greve de fome para protestar contra sua detenção, informaram nesta terça-feira meios de comunicação italianos.

AFP |

Ali Khuburi, 40 anos, condenado pelo tribunal de Milão (norte), considerava sua condenação injusta, e iniciou uma greve de fome no centro de detenção de Vasto, uma pequena localidade da região dos Abruzos, no centro da Itália.

De constituição frágil, o iraquiano não resistiu ao jejum e acabou falecendo, pouco depois de aceitar desistir de sua greve de fome em troca da promessa de poder acompanhar um curso de jardinagem na penitenciária.

O iraquiano havia sido hospitalizado em 28 de maio passado para ser submetido a um tratamento médico, depois de ter ficado 15 dias sem comer.

bur/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG