Pequim, 11 jul (EFE).- O intelectual chinês Ji Xianlin, reconhecido como um dos principais impulsores da aproximação cultural entre China e Índia, morreu hoje aos 97 anos em Pequim, informou a imprensa oficial local.

Ji era um conhecido linguista, tradutor e pesquisador da história e da literatura indiana, e teve seus trabalhos várias vezes premiados pelos Governos chinês e indiano.

O intelectual entrou para história ao, clandestinamente, ser um dos primeiros a traduzir para o mandarim a "Ramayana", grande obra épica da literatura clássica indiana. EFE abc/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.