Morre ex-primeiro-ministro egípcio Mustafa Khalil, artífice da paz em Camp David

O ex-primeiro-ministro egípcio Mustafa Khalil, que presidiu a delegação de seu país durante as negociações de paz com Israel em Camp David em 1978, faleceu neste sábado aos 88 anos de idade em conseqüência de uma longa doença, informou neste domingo a imprensa local.

AFP |

Khalil, cuja doença não foi revelada, será enterrado na segunda-feira, segundo o jornal oficial Al Ahram.

Primeiro-ministro entre 1978 e 1980, Mustafa Khalil acompanhou o presidente egípcio Anuar al Sadat durante dua histórica visita a Jerusalém em 1977. No ano seguinte, liderou a delegação do Egito que foi a Camp David participar das negociações para a elaboração de um acordo de paz com Israel, assinado em 1979. Foi o primeiro tratado de paz firmado entre o Estado judaico e um país árabe, 31 anos depois de sua criação.

Foi exatamente a visita de Sadat a Jerusalém em novembro de 1977 que abriu o caminho para o início das negociações israelo-egípcias, realizadas sob os auspícios do então presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter.

Mustafa Khalil foi também vice-presidente do Partido Nacional Democrata (PND), formação do atual presidente Hosni Mubarak.

"Mustafa Khalail serviu à pátria durante mais de 50 anos e participou da construção da paz", afirmou Butros Butros-Ghali, ex-secretário-geral da ONU e presidente do Conselho Nacional dos Direitos Humanos, citado pelo jornal Al Gomhuriya.

iba/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG